Ud está aquí:
  1. Início
  2. Atividades
  3. Documentos para a História de Europa
  4. Carta sobre um tradutor de grego clássico (1384)

Carta sobre um tradutor de grego clássico (1384)

ACA,CANCILLERÍA,Registros,NÚM.1748, f. 121v Pulse para ampliar Carta de Juan I a Juan Fernández de Heredia

A Coroa de Aragão e a redescoberta da Grécia clássica

A dissolução das igrejas de Roma e Constantinopla em 1054 culminou com o afastamento entre os herdeiros das duas metades do antigo Império Romano. O ritmo da posterior redescoberta do mundo Bizantino (um nome moderno para uma sociedade que sempre se considerou "Romana"), com uma imensa herança grega como base, foi estabelecido pelo avanço do comércio Mediterrânico, pelas cruzadas à Terra Santa e pelas intervenções militares destinadas a travar o avanço turco.

As ações da Companhia Catalã e dos seus famosos Almogávares (1303-1306), ou o domínio aragonês sobre os ducados de Atenas e Neopatria (1318-1388), fizeram da Coroa de Aragão uma das rotas de transmissão da cultura grega para o Ocidente. O elogio da Acrópole de Atenas de Pedro IV "o Cerimonioso" é o exemplo mais conhecido, mas não o único.

Juan Fernández de Heredia, Grão-Mestre de Rodes e conselheiro dos reis

O Aragonês Juan Fernández de Heredia (ca. 1310-1396) juntou-se à Ordem de São João do Hospital quando ainda era jovem e iniciou uma carreira política que o levou ao posto de Grão-Mestre de Rodes em 1379: o responsável de uma das instituições mais poderosas do Ocidente. A partir dessa posição, esteve envolvido na defesa do Egeu cristão contra o Império Otomano, uma missão em que teve êxitos, mas também derrotas amargas e um longo cativeiro. Ao mesmo tempo, foi conselheiro dos reis Pedro "o Cerimonioso" e João I "o Caçador".

Ele é conhecido como um intelectual. Sob o seu mecenato, livros de vários temas, línguas e origens foram recolhidos e traduzidos para a língua Aragonesa. A biblioteca Heredia demonstrou um interesse pelo mundo helénico, que antecipou o fascínio pela antiguidade clássica que se tornou típico do Renascimento. Obras como os discursos de Tucídides sobre a Guerra do Peloponeso (século V a.C.) ou as histórias dos imperadores Bizantinos de João Zonaras (século XII) entraram na Europa Ocidental através de traduções aragonesas.

Por detrás dos esplêndidos códices resultantes estava o trabalho coordenado de copistas, miniaturistas, corretores e, sobretudo, tradutores capazes de traduzir o grego clássico para uma língua ocidental. Apresentamos aqui um documento que fala da sua importância.

A carta de um rei caçador e bibliófilo

Pedro "o Cerimonioso" e o seu filho João mantiveram uma correspondência fluida com Heredia sobre todo o tipo de questões. Como o seu apelido sugere, a caça figurava em muitas das cartas de João I, nas quais ele expressava o seu anseio pelos melhores falcões e cães de caça.

Nesta carta, que viajou de Roussillon para o Egeu, para além das suas preocupações de caça, ele fala-nos do rumor que tinha chegado aos seus ouvidos: Heredia tinha uma cópia das Histórias Filípicas de Cneu Pompeu Trogo, e era acompanhado por um filósofo grego capaz de a traduzir do grego para "a nossa língua", aludindo ao aragonês. A criança implorou-lhe que lhe enviasse aquele livro e qualquer outra tradução do filósofo ou, na sua falta, cópia das mesmas.

Quem era aquele "filósofo grego"? A tradução herediana de Plutarco dá-nos a chave e revela uma viagem linguística complexa: o philosofo grego, chamado Domitri Talodiqui e estabelecido na ilha de Rodes, traduziu-o do grego clássico para o grego medieval. Um dominicano que era bispo de Adrianópolis fez o mesmo do grego medieval para o aragonês, e finalmente, do aragonês foi traduzido para o italiano. Esta é a única versão preservada hoje em dia.

Juan Fernández de Heredia e, com ele, a Coroa de Aragão foram uma das ligações que permitiu transmitir o conhecimento da Antiguidade até aos dias de hoje.

ACA,CANCILLERÍA,Registros,NÚM.1748, f. 121v

Salto de línea Link PARESNueva ventana

BibliografiaPDF

Transcrição e tradução em espanholPDFSalto de línea

Subir

Esta web utiliza cookies propias para facilitar la navegación y cookies de terceros para obtener estadísticas de uso y satisfacción.

Puede obtener más información en el apartado "Cookies" de nuestro aviso legal.

AceptarRechazar